Torres e municípios vizinhos tentam encaminhar soluções para a crise na saúde

22/07/2015

crise na saude_448x299Com o propósito de encaminhar uma solução para a crise de saúde vivida pelos municípios da comarca de Torres, a prefeita Nílvia Pinto Pereira promoveu na segunda-feira, 20 de julho, reunião com prefeitos, secretários de saúde,médicos e assessores jurídicos da região.

Foi apresentada uma proposta inicial de valores para a prestação dos serviços de Pronto Atendimento visando atender a população dos municípios a partir da necessidade da aquisição de novos equipamentos e  contratação de pessoal, no mínimo mais 39 profissionais de diferentes áreas.

O montante deve ser  dividido entre os municípios, de acordo com os índices apresentados pelo Ministério Público. Amanhã, quarta-feira, às 17h30, nova reunião será realizada para avançar na questão.

Todos os participantes dos municípios da comarca e do município de Passo de Torres/SC estavam presentes, Mostraram-se preocupados  e querem uma solução para a crise.

A atual dificuldade financeira das Prefeituras é o maior empecilho para a implantação desta prestação de serviço em Torres. A proposta apresentada pela Prefeitura de Torres deve ser estudada pelos prefeitos da região, porém, a maioria já destacou embaraço com o orçamento, manifestação, por exemplo,  do prefeito Márcio Biasi, de Dom Pedro de Alcântara; de Nestor Behenck Sebastião, de Três Cachoeiras e  de Paulino da Silva Azevedo, de Três Forquilhas.

Todos se queixaram da falta de apoio do Governo do Estado e pretendem fazer pressão com o objetivo de que o Estado cumpra com a sua obrigação na concretização do PA.

Muitos itens pontuais foram apresentados durante a reunião em relação ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes e ao Governo do Estado. Mas independente  deste quadro, a prefeita Nílvia disse que nos próximos dias deve ser entregue ao Ministério Público uma proposta concreta para a crise e também apresentar o formato jurídico deste consórcio. “Precisamos equacionar e dar solução urgente para as questões físicas, jurídicas, contábeis e financeiras”.

O vice-prefeito Ildefonso Brocca e o presidente da Câmara dos Vereadores, Gibraltar Vidal, também participaram da reunião.

Uma nova audiência será providenciada com a Secretaria Estadual de Saúde para tratar da responsabilidade do Estado quanto aos exames de imagens e de laboratório assumidos pela 18ª Coordenadoria Regional de Saúde, mas não confirmada em ata pelo órgão. O compromisso verbal foi assumido após recente encontro com secretários de Saúde dos municípios da comarca, ou seja, Torres, Arroio do Sal, Dom Pedro de Alcântara, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Mampituba e Morrinhos do Sul.