“PMDB não apita nada”, diz Osmar Terra sobre governo Dilma

10013307_513007232141323_1461841577_nDesde junho de 2011, o deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) diz estar denunciando o tratamento desigual do seu partido por parte do governo federal.  Durante entrevista ao programa Esfera Pública, na Rádio Guaíba de Porto Alegre, no dia 25, o parlamentar  reclamou:

– O PMDB não apita nada no governo. Estamos sendo debilitados pela articulação de uma grande máquina governamental, toda ela praticamente nas mãos do PT.

Terra ressaltou que o PT é hegemônico e o governo é de partido único, que não trata com os aliados na base. Apontou ainda que a presidente Dilma decide tudo apenas com deputados e ministros petistas, sem ouvir ninguém:

– Agora, com este pacote de ajustem fiscal e trabalhista, querem que o PMDB vote a favor. Para mim, o partido só deveria votar a favor das medidas se recebesse um pedido formal da CUT e do ex-presidente da entidade, o ex-líder do PT deputado Vicentinho.

O deputado lembrou que toda a crise não teve ingerência do PMDB. Dilma fez um grupo só do PT para todas decisões:

– O vice-presidente Temer não é chamado para nada. Agora, na hora de votar e pagar o preço político o partido é chamado? Por quê? Queremos examinar as medidas com lente de aumento. Com cuidado,. Estamos comendo um prato feito ou nos chamam para decidir juntos ou é melhor cair fora, deixar o governo federal decidir sozinho- finalizou Terra.

Paulo Burd