Operação Viagem Segura do feriado Farroupilha começa à meia-noite

17/09/2016
Na noite de sexta-feira, na saída para o feriado, haverá megablitz da Balada Segura em Porto Alegre - Foto: Leandro Osório/Especial Palácio Piratini

Na noite de sexta-feira, na saída para o feriado, haverá megablitz da Balada Segura em Porto Alegre – Foto: Leandro Osório/Especial Palácio Piratini

O feriado da Revolução Farroupilha, na próxima terça-feira (20), terá atenção especial das autoridades de trânsito, em mais uma edição da Operação Viagem Segura, este ano com cinco dias. A 63ª ação de fiscalização intensiva coincide com a Semana Nacional de Trânsito 2016 e ocorre desde a zero hora desta sexta-feira (16), até a meia-noite de terça-feira (20). Na sexta-feira também acontece, na capital, megablitz e ação educativa na Estação Rodoviária.

No ano passado, foram três os dias de feriadão, com registro de 23 vítimas fatais, considerando-se as que morreram até 30 dias depois do acidente (média de 7,7 vítimas fatais/dia). Em 2014, também em três dias, morreram 27 pessoas (média de 9 vítimas fatais/dia).

Analisando os feriados Farroupilha de 2007 a 2015, o Detran constatou que a média geral é de 6,5 vítimas fatais/dia e que o maior volume de mortes acontece nos dias intermediários do feriado. Quase 65% desses óbitos ocorreram em rodovias. Dentre as vias federais, as BRs 116 e 285 foram as que registraram maior número de vítimas fatais. Entre as estaduais, as mais violentas foram as RSs 453 e 239.

Com foco na redução de acidentes, além das ações de fiscalização realizadas pelos principais parceiros da Operação Viagem Segura – Detran, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e órgãos de trânsito municipais –, como já é tradicional na capital, haverá megablitz na noite de sexta-feira, na saída para o feriado. A ação soma os esforços da Polícia Civil e dos agentes da Balada Segura à Operação.

Na tarde de sexta-feira, servidores do Detran e da PRF, acompanhados de integrantes do Comitê Municipal da Balada Segura de Porto Alegre, realizam ação educativa na estação rodoviária de Porto Alegre, alertando para a importância da utilização do cinto de segurança também nos ônibus.

Colaboram ainda na Viagem Segura, a ANTT, Cetran/RS, EGR, Famurs, Setcergs, Fecam e Metroplan, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club. As 62 edições realizadas até agora contabilizam mais de 4,5 milhões de veículos fiscalizados e 131,3 mil testes de etilômetro realizados. Foram registradas 702,8 mil infrações, sendo 13,8 mil autuações por embriaguez. A fiscalização também recolheu 70,7 mil veículos e 18,7 mil CNHs.

Letícia Sielecki