Nutricionista Cinara Zanoni dá dicas de como emagrecer com saúde

By | 04/02/2016
Cinara Zanoni

Cinara Zanoni

1-  Você acredita que uma boa alimentação influencia em quais aspectos da vida moderna?
Prefiro propor uma reflexão inversa: como a vida moderna influencia em nossa alimentação, ou melhor, como ter uma alimentação razoável nos dias de hoje? Vivemos numa época em que a demanda de obrigações profissionais, os compromissos sociais, o lazer virtual, etc. atropelam a mais natural e primitiva necessidade humana: alimentar-se para sobreviver. As pessoas não têm mais tempo de comer. Comem o que dá, na hora que der e como puderem. Nada fácil ser saudável com tantos compromissos em primeiro plano. A praticidade é um exercício coletivo na alimentação moderna. Para comer bem, precisamos planejar nosso dia, fazer escolhas saudáveis e mudar nosso comportamento alimentar. O maior desafio é arrumar tempo para comer! Tempo para mastigar, degustar, sentir prazer em cada mordida! Acabamos simplesmente atirando o alimento para o estômago e “ele que se vire” para promover uma boa digestão e nutrição ao nosso corpo.

2 – Quais são os cuidados que devem ser tomados para quem deseja reeducar a alimentação e ter qualidade de vida?
Estipule metas diárias a serem cumpridas.  Não desenhe planos a longo prazo. Viva um dia de cada vez! Reeducar é um processo lento que requer persistência e dedicação. Muitas vezes os erros acontecerão! Ponto final. Não! Coloque uma vírgula no seu deslize e reinicie seu caminho em busca de uma vida saudável. Comer sentindo o sabor, degustando e não devorando o alimento! Respeite os horários, intervalos regulares; nunca fazer jejum prolongado. Programar suas compras para casa. Comprar mais alimentos e menos produtos alimentícios! Ter cuidado na escolha de restaurantes: comemos com os olhos, as preparações precisam ser sedutoras: chuchu com cara de chuchu agrada muito pouco! Seja criativo! Evite gorduras e sal em excesso!

3 – A impressão geral é de que o homem do passado comia de tudo e tinha muita saúde. Os nossos avós que o digam. Por que o homem de hoje é obrigado muitas vezes a tirar do cardápio gordura vegetal e animal, carne vermelha, massa e outros derivados?
Acredito que precisamos tirar do cardápio a ansiedade e o stress, estes são os maiores causadores de escolhas alimentares equivocadas. Os alimentos quando utilizados de maneira equilibrada não prejudicam, o que causa prejuízos à saúde são os excessos. A urbanização e a industrialização tiraram do ser humano o prazer de comer alimentos da horta, “frutas do pé”, biscoitos e pães da vovó. Agrotóxicos, conservantes e outros aditivos químicos são o diferencial negativo na atualidade, nossos avós não conviviam tão de perto com essas ameaças à saúde. Uma vez que perdemos a saúde e ficamos doentes, necessitamos retirar determinados ingredientes do cardápio. Pessoas não doentes podem consumir com parcimônia todos os tipos de alimentos, o eventual não é o problema, o que nos mata é a rotina! Ninguém fica doente por comer eventualmente um “fast food”, a dificuldade acontece quando todos os dias ingerimos excessos em qualidade ou quantidade de alimentos “não saudáveis”.

4 – Para quem passou a maior parte da vida de modo sedentário e agora resolveu mudar os hábitos para um estilo de vida saudável, quais são os cuidados a serem tomados e por onde devem começar?
Vamos comparar nosso corpo a um carro. Você sairia para viajar com um veículo que está há anos estacionado na garagem? Você arriscaria sua vida andando em alta velocidade ou percorrendo uma quilometragem alta em um carro que não passou por uma revisão? No mínimo teria que colocar combustível no tanque, revisar o óleo, a água, enfim, dar condições para o motor desse veículo funcionar durante o deslocamento. Esses são os cuidados que devemos ter ao iniciar uma atividade física. Abastecer nosso corpo com combustível de qualidade, percorrer a distância apropriada no tempo adequado para um iniciante. Ninguém vira atleta do dia para a noite. Se você quer praticar exercício com segurança faça uma avaliação médica, procure a orientação de um nutricionista e dicas de um preparador físico. Assim, você está pronto para abandonar o sedentarismo  e tornar-se ativo tirando o máximo de benefícios da atividade que escolheu.

5 – Existe fórmula milagrosa para emagrecer?
Quem procura um milagre para conquistar o corpo perfeito acaba entrando num ciclo penoso que começa com regime rigoroso, acaba caindo nos excessos da comida e termina com sentimentos de culpa. Até que aparece um novo regime e tudo recomeça. É muito sofrido levar uma vida assim. Num momento a pessoa está infeliz porque não está comendo o que gostaria. Em outro está arrependida porque voltou a comer o que tinha prometido não comer. No final, o corpo e a alma acabam sofrendo e a tendência é recuperar o peso. O “efeito sanfona” é prejudicial à saúde. Essa sensação de derrota e impotência deixa a pessoa triste e com a estima rebaixada. Essas receitas milagrosas são ainda mais perigosas quando são associadas com medicamentos que deixam a pessoa agitada e causam dependência. O verdadeiro milagre para emagrecer é você aprender a comer de tudo e não comer tudo ou comer nada!

6 – Que dicas você daria para aquela pessoa que quer mudar seus hábitos alimentares, mas adia semana a semana?
Um dia você vai se dar conta de que o dia poderia ter sido antes! Por que adiar um propósito que só vai te trazer benefícios físicos e mentais? Requer organização, planejamento, força de vontade e degrau por degrau você vai atingir sua meta. Não pense em tudo que vai ter que deixar de fazer, foco no que vai poder realizar com sua transformação comportamental: seu novo estilo de vida. Toda mudança gera desconforto! Seu dia vai chegar, você vai perceber que é preciso mudar, é uma batalha na qual você é o único guerreiro e depende exclusivamente de dar a largada.

7 – Muitas pessoas acreditam que consultar uma nutricionista significa “passar fome”. Isso é verdade?
Talvez algumas pessoas já tenham vivido essa situação desagradável e por isso fazem uma ideia errada do profissional. Um nutricionista é a pessoa que vai dar o suporte necessário de forma individualizada a cada aspiração de seu cliente. De maneira prazerosa auxilia a atingir seus objetivos de ficar saudável, ser alto, ser magro, ser gordo, ser forte… Enfim, ajuda as pessoas a ficarem seguras, de bem consigo mesmas e viverem com saúde. Não atendemos uma boca e um estômago, prestamos serviço a um ser humano que sente, que sofre, que sorri e é movido a estímulos e conquistas. Passar fome nunca! Comer com prazer, sem restrições severas e frustrações de não pertencer a um mundo onde: “todos comem, só eu não posso”.

8 – Quem come menos vive mais?
“Nós passamos depressa, mas não queremos nos sentir assim, tão descartáveis. Queremos e temos o direito de nos sentir de outra forma. Não há fórmula alguma para atender esse anseio. Entretanto, existem truques e estratégias, crenças e aspirações, que nos fazem sentir felizes e com segurança. E estar seguro e de bem com o nosso corpo é uma forma de nos aproximar desse desejo.” Quem come melhor,  vive mais feliz, não tem relação com quantidade e sim com qualidade do que se come. Comer para viver e não viver para comer! Fazer escolhas que atendam às necessidades individuais em cada estágio da vida.

9 – Quais os locais e cidades que você atende? Como os interessados podem fazer para entrar em contato?  
1.    Osório
Av. Getúlio Vargas, Nº 1010
Telefone: (51) 3148 0101
2.    Tramandaí
Av. Emancipação, Nº 1264 Telefone: (51) 3661 3543
3.    Mostardas
Rua Independência, 149 Telefone: (51) 3673-1219

Para mais informações sobre valores e agendamento ligue para o local de atendimento de sua preferência. Garanta já seu horário! Trabalhamos com descontos especiais para todos convênios, solicite informação.

10 – Deixe um recado final.
A Consulta Nutricional consiste em uma completa avaliação de cada paciente.
O Plano Alimentar é individualizado e elaborado na hora, junto com o paciente, de acordo com as metas e objetivos, preferências alimentares, horários e rotina.
O plano alimentar é trocado em todos os encontros!!!

Uma abordagem inovadora que acredita que este contexto proibitivo do “saudável” e “não saudável”, dos alimentos “bons e ruins”, e o prazer em comer muitas vezes associado à culpa não promove a mudança de comportamento e não torna as pessoas mais saudáveis.

Acesse nosso site – www.cinarazanoni.com.br.