‘Não vamos votar nada até que governo reduza o valor do diesel’, promete Deputado Osmar Terra

11021049_669191043189607_7002796451990515108_nA paralisação dos caminhoneiros afeta 11 estados, principalmente os três da região Sul e o deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) prevê um cenário ruim e cobra do governo uma negociação rápida:

– Os caminhoneiros pararam porque não tinha mais como continuar. Eles fizeram isso simplesmente para não ter que pagar para trabalhar. Cada quilômetro que rodam, perdem dinheiro. O óleo diesel subiu, eles têm que pagar as prestações dos caminhões.

O parlamentar defende uma solução imediata para a crise:

– Se melhorarem o valor do frete e o o governo federal reduzir um pouquinho o valor do diesel, falo em R$ 0,50 ou R$,60 o litro, acaba com isso.
Terra acrescenta que neste caso o poder Executivo não tem a opção de “não querer”:

– Os deputados federais vão formar uma frente de mais de 100 deputados e senadores para negociar. Estamos solidários ao movimento e vamos propor que não seja votado mais nada até que o governo reduza o valor do diesel. Assim, não vamos votar ajuste fiscal.  Queremos ter um canal aberto de comunicação com o governo, ou não votamos nada. Estamos dispostos até a negociar este pacote fiscal, desde que se atenda os caminhoneiros em suas reivindicações na redução do preço no óleo diesel.

O deputado alerta para o risco de uma crise sem saída para a cadeia produtiva do leite, na suinocultura e avicultura do Rio Grande do Sul:

– A ração não chega às granjas, os animais podem começar o que vai atingir os frigoríficos e indústrias de laticínios. Se continuar assim, sem que o governo aceite negociar, teremos um desemprego em massa, especialmente na região noroeste do Rio Grande do Sul.

Paulo Burd