Morre em Osório a Rainha Ginga “Sibirina”

07/10/2016

14484833_958258967613026_6181963402336314097_nMorreu no Hospital de Osório, nesta sexta-feira, a Rainha Ginga “Sibirina”. Ela morava no Quilombo do Morro Alto e mudou-se para o Bairro Caravágio, em Osório, onde vivia até então. Ao longo de sua vida, trabalhou como doméstica em bares e residências, aposentando-se pela extinta Companhia Riograndense de Telecomunicações.

Maria Ginga foi coroada na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, atual Catedral em 1992 e desde então, teve uma participação ativa nas festividades do calendário da Igreja Católica, entre tríduos e missas eucarísticas, bem como dos rituais performáticos do Maçambique, como festas, bênção e pagamentos de promessas por meio da intercessão da Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito.

Em função da fragilidade da sua saúde, foi tomada uma difícil decisão, sendo que na noite de ontem (06/10), dentro da Programação da Festa do Rosário 2016, a Rainha Ginga Severina foi substituída pela sua filha, Francisca Dias, que foi coroada durante o tríduo na Catedral.

O prefeito Eduardo Abrahão se manifestou em sua conta no Facebook e lamentou o falecimento.

– É com grande pesar, que lamento a morte da Rainha Ginga Severina Maria Francisca Dias, a “Sibirina”, ocorrido nesta sexta-feira, 07/10, no Hospital São Vicente de Paulo. Solidarizo-me com a família e com todos os integrantes do Grupo Maçambique que divulga o nome de Osório, valorizando a cultura. Fica aqui registrada minha gratidão a tudo o que a Rainha “Sibirina” fez pela cultura de Osório, finalizou ele.