Metsul alerta para riscos de temporais, vento forte, frio intenso e chance de neve

19/08/2016

13935162_953491668111629_2108707928442875484_nA MetSul Meteorologia alerta para o risco de chuva localmente forte e queda de granizo nesta sexta-feira na Metade Norte do Rio Grande do Sul assim como em Santa Catarina. Nuvens mais carregadas devem se formar com chuva e raios, podendo causar temporais isolados, especialmente da tarde para a noite. No sábado, centro de baixa pressão passa a se aprofundar na costa do Sul do Brasil e organiza uma frente fria sobre a região que vai provocar chuva forte e temporais principalmente sobre o Paraná e que avançarão para São Paulo e o Centro-Oeste. Algumas tempestades podem ser severas com vendavais e granizo grande. Deve chover muito no fim de semana em São Paulo e a instabilidade pode afetar o final dos jogos olímpicos no Rio de Janeiro.

No Rio Grande do Sul, o sábado terá muitas nuvens com provável registro de chuva ou garoa na maioria das regiões no decorrer do período, apesar de aberturas em diversos locais ao longo do dia. No domingo, a nebulosidade será variável no Estado com períodos de sol e outros de nublado na maioria das regiões com chance de instabilidade mais junto ao Leste e o Nordeste do Estado. Na Serra, principalmente, o tempo deve ficar mais fechado.

A MetSul adverte ainda que o sistema de baixa sobre o oceano impulsionará forte massa de ar polar para o Sul do Brasil que derrubará a temperatura até o final do sábado na maioria das regiões gaúchas. Este pulso polar alcançará o Sudeste e o Centro-Oeste Brasileiro, igualmente com queda acentuada da temperatura. O mapa de anomalia mostra como a temperatura deve ficar muito abaixo do normal no Centro-Sul do país no começo da semana. O frio se intensificará muito no domingo no Rio Grande do Sul que terá um dia de temperatura bastante baixa, mesmo à tarde com máximas abaixo de 10ºC em algumas cidades, sobretudo serranas.

Alertamos também que o ar frio ingressará no Rio Grande do Sul com vento moderado a forte na tarde e noite de sábado, trazendo sensação térmica muito baixa no fim do dia em várias regiões. No domingo, o dia segue ventoso principalmente no Leste (Litoral Norte) e no Nordeste do Estado com sensação térmica bastante baixa o dia todo. Em geral, as rajadas devem ficar entre 50 km/h e 70 km/h, por conta da advecção fria. Vento forte é esperado durante o fim de semana também em São Paulo e no Rio de Janeiro, acompanhando o avanço do ar frio.

Pode nevar? A instabilidade proporcionada por área de menor pressão atmosférica (cavado) sobre o Estado trará instabilidade em áreas de maior altitude do Nordeste gaúcho (Serra e Aparados) no domingo. E, então, a combinação de ar gélido e instabilidade pode gerar neve e/ou chuva congelada na Serra e, principalmente, nos Aparados ao longo do dia. Também não se pode afastar precipitações invernais nas áreas mais elevadas de Santa Catarina, especialmente do Planalto Sul. Previsão de neve é complexa no mundo todo, logo aqui não é diferente, e por isso a MetSul ressalva que modelos numéricos discrepam quanto ao fenômeno. Os principais modelos internacionais já apresentaram no começo da semana um cenário muito mais propício à neve que nas rodadas das últimas 48 horas. Alguns modelos de computador indicam hoje chance apenas pequena de nevar e outros sugerem não só uma alta probabilidade como chance de neve até com acumulação. Logo, existe ainda grande margem de incerteza sobre os locais de ocorrência e eventual quantidade de neve

O começo da próxima semana, com ar muito seco e tempo aberto, terá madrugadas muito frias no Sul, parte do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil. No Rio Grande do Sul, a maioria das cidades terá mínimas entre 0ºC e 5ºC com marcas negativas em algumas e que podem ficar entre -3ºC e -5ºC no Norte e Nordeste do Estado. Geada ampla é esperada no Sul do Brasil e deve gear mesmo em pontos do Sudeste. Alerta-se que a geada em muitos locais será forte a intensa e que, ante o período do ano, pode causar danos no setor primário, sobretudo na fruticultura, hortaliças e até em lavouras de trigo. (Meteorologistas Luiz Fernando Nachtigall e Estael Sias).

Metsul