Mês da Bíblia – Por Dom Jaime Pedro Kohl

31/08/2016

IMG_1180-195x300111111111Com o objetivo de valorizar sempre mais a Sagrada Escritura a Igreja do Brasil dedica a ela o mês de setembro, aprofundando algum livro. Neste ano o estudo proposto é de Miqueias. Tem como tema: “Para que nele nossos povos tenham vida” e como lema: “Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus”. Só isso já nos dá a ideia da riqueza de pensamento, especialmente nesse tempo de preparação às eleições.

Não me detenho no estudo do livro, mas sugerir um método de leitura que possa ajudar as pessoas de boa vontade que desejam atingir desta fonte da Sagrada Escritura, alimento espiritual para a sua vida e luz para seu caminho.

Penso que dificilmente tenha alguma família que ainda não tenha uma Bíblia em casa. Pode ser que, como não tiveram uma iniciação à sua leitura, não tirem todo proveito que poderia advir dessa aproximação, não por má vontade, mas por falta de algumas noções básicas sobre sua origem e história.

Alguns pressupostos importantes ao ler a Sagrada Escritura: narra a história de fé do povo hebreu e do cristianismo; os fatos são históricos e carregados de teologia; não segue uma sequência cronológica dos acontecimentos; livros de inspiração divina.

É de extrema importância aproximar a Sagrada Escritura com uma metodologia que ajude a entender o texto, assimilar a mensagem e dialogar com ele.

Sugerimos a Leitura Orante da Palavra, conhecida também como Lectio Divina. É uma forma de leitura que surgiu no século XII nos mosteiros, como jeito simples de cultivar a espiritualidade atingindo da Palavra de Deus.

Esse jeito prevê quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação.

Leitura: trata-se simplesmente de ler o texto escolhido e procurar compreender o que ele diz em si mesmo.

Meditação: é o momento de fazer perguntas ao texto, tentando de perceber o que ele diz para nós, hoje.

Oração: O que o texto meditado me faz dizer a Deus? É o momento de conversar com Deus a partir dos sentimentos e apelos que brotaram da meditação.

Contemplação: significa olhar e viver a vida a partir do encontro realizado. Remete para a realidade, com um olhar iluminado pela Palavra.

Há mais tempo em nossa diocese estamos seguindo esse método de Leitura da Palavra, especialmente nos Grupos de Famílias, com outros nomes: Naquele tempo; No nosso tempo; Rezando a Palavra e Vivendo a Palavra.

Quem experimenta e entende essa metodologia não a abandona mais e colhe muitos e bons frutos. Sugerimos que todos os nossos encontros e reuniões sejam precedidos por um momento, mesmo que breve, de Leitura Orante da Palavra.

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osóriodomjaimep@terra.com.br