Mais uma milha – Por Erica Matos

23/08/2016

Foto de Capa 1Outro dia ouvi um sábio dizer que somente tolos rompem relacionamentos. Eu já havia ouvido isso desse mesmo sábio há um tempo atrás, mas isso não tinha atingido tanto meu coração como nestes dias. O problema é que de uns tempos pra cá me vejo ficando mais velha e intolerante com pessoas, adotando a filosofia de que  a vida é muito curta para desperdiçar tempo com pessoas de quem não gostamos, e consequentemente, estava me tornando especialista em desistir de alguns relacionamentos. Fico me perguntado se isso é realmente um problema ou se é só uma resposta do meu coração sincero ao mundo que me cerca.

Talvez o problema maior não seja não tolerar, não gostar de me relacionar com algumas pessoas, o problema maior é desistir de caminhar mais uma milha com o outro. Triste ver pra onde estamos caminhando, pior que isso é ver que a qualquer momento podemos nos dar conta de que de tanto desistir de relações, estaremos andando milhas e milhas sozinhos. Não adianta, o ser humano foi criado para se relacionar e é através dos relacionamentos bons e nem tão bons que crescemos, que amadurecemos. É preciso cair, pra que nos lembremos sempre pra onde não queremos voltar. Com isso não quero dizer que precisamos estar “on” pra tudo e todos, existem limites saudáveis e extremamente necessários, mas precisamos nos permitir conhecer as coisas antes de julgá-las, rotulá-las, rejeitá-las.

Ainda não sei e talvez eu nunca saiba o que perdi escolhendo romper alguns relacionamentos, mas uma coisa é certa: é sempre tempo de reconciliar, de perdoar. E eu acredito que na jornada, existem níveis de relacionamentos, alguns serão mais íntimos outros, nem tanto. Há aqueles que irão caminhar lado a lado conosco, e aqueles que estarão mais a frente, uns mais distantes, outros mais pra trás, mas o importante é não desistir de caminhar mais uma milha acompanhado. Não é bom estar só, não é bom se isolar, que não sejamos uma ilha, amém.

“Aqui está o que proponho: não revide, de jeito nenhum. Se alguém bater no seu rosto, ofereça-lhe o outro lado. Se alguém o levar ao tribunal e exigir sua camisa, embrulhe para presente seu melhor casaco e entregue-o a ele. Se alguém se aproveitar de você para levar vantagem injustamente, aproveite a ocasião para praticar a vida de servo. Se alguém exigir que caminhe uma milha, vai com ele duas. Nada de pagar na mesma moeda.Viva generosamente.” – Mateus 5:39-42

Por Erica Matos, membra e Comunicações na Igreja Batista Filadélfia de Osório, escritora do livro Intenso Presente, 2016.