Grupo de trabalho discute circulação de bicicletas na freeway

upload-20160112193924siteA retirada das placas de proibição de circulação de bicicleta na BR-290 foi pauta de reunião na tarde dessa segunda-feira (11) na sede do Detran/RS.

Com representantes da Polícia Rodoviária Federal e da Concepa, concessionária da rodovia, foi debatida a circulação de bicicletas na freeway.

Embora seja considerada pelos ciclistas a rodovia mais segura para pedalar no Rio Grande do Sul, a BR-290 hoje possui placas que indicam a proibição de tráfico de bicicletas. Polícia e concessionária concordam que a proibição poderia ser flexibilizada, mas manifestaram preocupação com a segurança dos ciclistas, especialmente agora com a liberação do acostamento em horários de maior movimento.

“A proibição é respaldada pela sinalização e foi resultado de um acordo feito em 2011 entre órgãos com circunscrição sobre a via, agência reguladora e concessionária. Por outro lado, a rodovia já é amplamente utilizada por ciclistas. Isso é uma realidade e mostra uma demanda da população neste sentido. É preciso flexibilizar. Mas devemos fazer isso com responsabilidade, sem colocar o ciclista em risco”, ressaltou o chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização da PRF, inspetor Paulo Junior.

O GT deverá encaminhar uma proposição à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) de estudo sobre horários e locais seguros para circulação de bicicleta, além de pedido de adequação das placas atualmente utilizadas, com vistas à liberação da rodovia para ciclistas.

Embora, conforme informado pelo gerente de Engenharia e Operações da Concepa, Fábio Hirsch, a ANTT tenha solicitado estudos para construção de uma ciclovia, a serem incluídos na nova concessão, o grupo considera que o prazo para essa possível solução é muito longo.

Mariana Tochetto