Fepam inicia divulgação das condições de balneabilidade

22/12/2016

md_2016122118222915696208_1496108713735898_632295220_oA Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) divulga, nesta sexta-feira (23), o primeiro boletim com os resultados do projeto Balneabilidade do Verão 2016-2017. O projeto tem o objetivo de monitorar e informar à população a qualidade das águas dos balneários gaúchos.

A novidade desta edição é que nas praias que tiverem guaritas, as informações sobre as condições de banho estarão disponíveis em painéis anexados junto com informações do Corpo de Bombeiros e o horário de atendimento dos salva-vidas. Isso será possível nas praias do Litoral Norte e Sul.

A qualidade da água neste verão será monitorada em 83 pontos localizados em 43 municípios. Deste total, 57 pontos estão da Região Hidrográfica do Litoral, sendo que 33 no Litoral Norte, 19 no Litoral Médio e cinco no Litoral Sul. Na Região Hidrográfica do Guaíba o monitoramento é realizado em 14 pontos, e na Região Hidrográfica do Uruguai são 12.

As coletas e análises das águas neste verão estão sendo realizadas pelo laboratório da Fepam nos balneários do Litoral Norte, e pela Corsan nos balneários do Litoral Médio e Sul e nas regiões do Guaíba e do Uruguai.

Para avaliar as condições de balneabilidade, são utilizados os parâmetros E-coli ou coliformes termotolerantes e no caso de lagos e lagoas, é feita a avaliação da proliferação ou excesso de cianobactérias, que são organismos potencialmente produtores de toxinas que podem levar a intoxicações.

Esses critérios consideram duas categorias para águas doces, salobras e salinas: Próprias ou Impróprias para banho. São consideradas Próprias quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas durante cinco semanas consecutivas, no mesmo local, houver, no máximo, mil coliformes termotolerantes ou 800 Escherichia coli por cem mililitros.

São Impróprias quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas durante cinco semanas consecutivas, no mesmo local, os resultados das análises forem superiores a mil coliformes termotolerantes ou 800 Escherichia coli por cem mililitros, ou ainda, quando o valor obtido na última semana de amostragem, for superior a 2.500 coliformes termotolerantes ou 2 mil Escherichia coli por cem mililitros.

O Projeto Balneabilidade deste verão terá duração de 15 semanas. O primeiro boletim será elaborado com base no resultado das informações obtidas em cinco coletas realizadas nas semanas anteriores. Os resultados serão divulgados às sextas-feiras no site da Fepam, sendo que o último relatório será divulgado no dia 3 de março de 2017.