Empresa busca viabilidade para instalação de planta que produzirá bactéria de combate ao Aedes aegypt

18/03/2016

MD_20160318164033simbioseA empresa Simbiose trabalha na execução do projeto de ampliação da sua planta em Cruz Alta. Neste novo empreendimento, será produzida uma bactéria que, misturada em água, libera toxina capaz de combater o mosquito Aedes aegypt, vetor de doenças como dengue, zika vírus, febres chikungunya e amarela e outras enfermidades mais raras.

Em reunião na Sala do Investidor da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), os empresários se reuniram com técnicos do governo do Estado para apresentar o projeto e buscar a viabilidade econômica e ambiental do negócio. Foram encaminhadas as demandas junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Banrisul e Badesul, além da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).

O produto que terá o nome de Aedes Control e está em fase final de avaliação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e será oferecido a empresas de dedetização e ao consumidor em geral.

Tafael Medeiros/Sdect