Decretada prisão preventiva de investigado por morte em Tramandaí

15/04/2015

IMG_7703A 1ª Vara Criminal do Foro do Partenon, na zona leste de Porto Alegre, decretou na noite de segunda-feira (13) a prisão preventiva de Teréu, 32 anos, por porte de munição de uso restrito, artigo 16 do Código Penal, segundo informações do Blog Casos de Polícia.

Ele foi detido pela Brigada Militar, junto com outras quatro pessoas, em uma boate do Bairro Glória.

Teréu é investigado pela polícia de Tramandaí por ser suspeito de mandar matar em janeiro, o traficante Alexandre Goulart Madeira, o Xandi, que comandava o tráfico no Condomínio Princesa Isabel, área central de Porto Alegre.

O crime

Tramandaí viveu um domingo hollywoodiano em 4 de janeiro de 2015, após intensa troca de tiros e uma morte, na Rua Três de Outubro quase esquina com a avenida Protásio Alves, a uma quadra da Plataforma de Tramandaí. Um Corsa vermelho teria passado no local, com quatro homens armados e fizeram vários disparos de fuzil e pistola. Os moradores da casa teriam respondido a tiros. O Corsa fugiu.

No local foi morto Alexandre Goulart Madeira de 35 anos, conhecido como Gordo Xandi do Carandiru. De acordo com a Polícia Civil, ele era um dos grandes líderes do tráfico na Região Metropolitana. Outras duas pessoas ficaram feridas, sendo uma em estado grave.

Foram presas 12 pessoas e apreendido cinco pistolas (uma calibre .380, quatro calibre 9mm), seis carregadores de 31 tiros, mais de 200 munições, grande quantia em dinheiro, quatro veículos (Land Hover, kia Cerato, Capitiva, Van), jóias diversas e drogas.

Cartuchos de fuzil 5.56 deflagrados no local foram encontrados espalhados pela casa.

Fotos e vídeo: Robson Alves/Brigada Militar

Vídeo

Redação Litoralmania