Confirmados os dois primeiros casos autóctones de zika vírus no Rio Grande do Sul

MD_20160318153847essa__1_

Anúncio foi feito pelo secretário João Gabbardo na reunião semanal do Comitê de Enfrentamento ao Aedes aeqypti – Foto: Mírian Barradas

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) anunciou, nesta sexta-feira (18), a confirmação dos dois primeiros casos de zika vírus contraídos no Rio Grande do Sul, sendo um em Frederico Westphalen e o outro em Santa Maria. Também foram confirmados três novos casos importados, ou seja, quando a doença é adquirida fora do estado. O anúncio foi feito na reunião semanal do Comitê de Enfrentamento ao Aedes aeqypti.

De acordo com o secretário João Gabbardo dos Reis, o caso de Frederico Westphalen é de uma gestante, que passará a ter um pré-natal diferenciado, e com um maior número de exames. Se for constatada alguma alteração no sistema nervoso central do bebê, a gestante será incluída no protocolo para gestação de alto risco.

O outro caso é de uma jovem de 18 anos, do município de Santa Maria. A investigação identificou que ela visitou um familiar, em Santo Ângelo, que havia contraído a doença no estado do Mato Grosso.

Os três casos importados foram registrados em Porto Alegre, Santo Ângelo e Teutônia. Com os novos registros, passam a seis o número de casos confirmados de zika no Rio Grande do Sul (dois autóctones e quatro importados). Até agora, foram notificados 191 casos da doença.